quarta-feira, 30 de maio de 2012

Coração partido no elevador

Entrei no elevador do meu prédio, e tinha um aviso na parede. Fui ler e era um recado de uma moradora, dizendo que estava fazendo um curta metragem sobre o amor, e gostaria de depoimentos espontâneos e reais sobre o amor, e que estava lá no apê 102 de câmera pronta para quem quisesse abrir o coração.

No curto caminho do 5o andar até o subsolo, refleti sobre isso e não tenho história de amor com final feliz para contar. Não tenho nem mesmo uma história de amor de mim comigo para contar. Sinto que o amor me abandonou, e isso é uma injustiça tão grande, e que mundo é esse que até um elevador provoca feridas no meu coração?


4 comentários:

Mariquinha disse...

Identifiquei-me.

Páginas Da Minha Vida disse...

Se te consola, também não tenho nenhuma história de amor com final feliz.Aliás,eu não tenho nenhuma história de amor para contar ( com ou sem final feliz).Acho que isso é muito pior :/

bjs

Fernanda Alves Silva disse...

Como assim não tem nenhuma história de amor prá contar? Me lembro muito bem de uma Mara adolescente, apaixonadíssima e feliz. As músicas românticas, os choros por tudo, as "fossas" deliciosamente curtidas. Isso conta sim, tá? E muito!!! TE AMO!!!

Mara disse...

Abafa essa época, Fê! ahahahaha
Te amo!!!
beijo