domingo, 9 de maio de 2010

E todo dia é dia de Potira...

Fui nos arquivos conferir. Inaugurei este blog em 28/04/2009. Olha só. Fiz um ano e nem percebi, nem acendi uma velinha aqui. E no dia 10 de maio de 2009, dia das mães do ano passado, eu ia fazer um post falando da mamãe, da data comercial, e aquele blablablá todo. E não fiz, pois no sábado anterior eu fui numa boate GLS pela primeira vez e resolvi contar aqui a experiência, e também, claro, eu teria a vida inteira para celebrar minha mamis, não?

Aham. Mal sabia eu que em agosto minha vida ia dar essa volta e minha mãe ia merecer posts e mais posts. Danada. Brincadeira sem graça de me deixar aqui!

E lá vem o primeiro dia das mães sem ela. Nem precisei ir ao shopping ficar indecisa com presente (que problemão, heim?). Vou tentar ser forte. Vou pensar que ela está do meu lado todo dia. Porque eu não preciso de dia das mães para celebrar minha mãe. Eu tenho ela dentro de mim o dia todo, todo tempo.

Mas, ahhh, que saudade desse abraço quentinho, desse colinho gostoso...


A frase é piegas, batida... mas se você tem sua mãe pertinho, dá um abraço nela?

4 comentários:

DRICA disse...

Mara me emociono toda vez que vc fala alguma coisa da tia Pota,no seu blog e hj não poderia ser diferente...rsrsrsrs
Tenha certeza ela está do seu lado sempre,olhando e cuidando de todos nós...
Bjão no coração e saudades
Adriana Mota

fádia disse...

Pode ter certeza... ela está sempre com vocês!!! A danadaaaaa!!!

Fernanda Reali disse...

Marinha,vim te agradecer a participação no meu sorteio e encontro este post muito emotivo e doce. que pena, amiga, que tens que passar por isso, mas que bom que ficaram boas lembranças.
Beijos

Regina disse...

Ô amiga...eu dei sim!!! Pensei muito em você, até escrevi no twitter, mas nada substitui este colo,este abraço. A única certeza que tenho é que ela zela por você e suas irmãs. E que Maria traga conforto para este coração lindo!!
Beijos mil!